Mulheres
EmergênciaEmergência

Contraceção

Escolher o método contracetivo adequado para si é a melhor forma de prevenir eficazmente uma gravidez indesejada.

Onde se dirigir?

Muitos estabelecimentos, tais como os centros de planeamento familiar e de saúde pública, podem informar sobre os métodos contracetivos.

Os médicos prescritores (médicos de família e ginecologistas), potencialmente também parteiras, farmacêuticos e enfermeiras estão disponíveis para responder às suas perguntas e ajudar a fazer uma escolha informada sobre a contraceção.

Os métodos

Existem diferentes métodos contracetivos. O aconselhamento deve ser orientado por um profissional de saúde em função da sua condição médica, expectativas e estilo de vida. A decisão final é sua. r.

Os métodos são diferentes entre si, na forma como atuam e na eficácia. Os métodos mais eficazes são os métodos de Longa Duração (implante, dispositivo e sistema intrauterino  (DIU) / (IUS)).

Preservativo
Implante
Anel vaginal
Adesivo contracetivo
Contraceção injetável com progesterona apenas
Métodos naturais
Diafragma e capa cervical
Contraceção de emergência
Pílula contracetivaDispositivo intrauterino: sistema intrauterino (DIU:SIU)Anel vaginalAdesivo contracetivoContraceção injetável com progesterona apenasEsterilização como método contracetivoEspermicidasMétodos naturaisDiafragma e capa cervicalContraceção de emergência
Pílula contracetivaDispositivo intrauterino: sistema intrauterino (DIU:SIU)Anel vaginalAdesivo contracetivoContraceção injetável com progesterona apenasEsterilização como método contracetivoEspermicidasMétodos naturaisDiafragma e capa cervicalContraceção de emergência
Pílula contracetivaPílula contracetiva

Pílula contracetiva

É o método contracetivo mais utilizado. Se tomada de modo adequado e regular, a pílula contracetiva tem uma eficácia superior a 99%. A falha de uma toma apenas pode resultar na ineficácia do método.

Todas as pílulas contracetivas contêm uma ou duas hormonas, progesterona apenas ou em associação com estrogénio, mais próximo da hormona feminina natural.

Existem 2 tipos:

  • Pílulas contracetivas combinadas (com estrogénio mais progesterona)
  • Pílulas com progesterona apenas

Como funciona?

A pílula funciona em diferentes níveis: bloqueia a ovulação, torna a parede interna do útero (endométrio) mais fina e altera a consistência do muco cervical segregado pelo colo do útero. O muco cervical fica mais espesso e impede a mobilidade do esperma.

Mulheres

Atenção

A pílula contracetiva não previne infeções sexualmente transmissíveis (IST).
Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Pilulle contraceptive

Pílula contracetiva

See NHS* recommendations
Progestogen only pill

Contraceção injetável com progesterona apenas

See NHS* recommendations
Mulheres

Atenção

A pílula contracetiva não previne infeções sexualmente transmissíveis (IST).
Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Pilulle contraceptive

Pílula contracetiva

See NHS* recommendations
Progestogen only pill

Contraceção injetável com progesterona apenas

See NHS* recommendations
PreservativoPreservativo

Preservativo

Como funciona?

Preservativo2

Preservativo masculino

O preservativo masculino consiste num revestimento fino em látex ou poliuretano. É colocado no pénis ereto antes da penetração e recolhe o esperma, impedindo a respetiva introdução na vagina.

Ver as recomendações do NHS
Preservativo feminino

Preservativo feminino

O preservativo feminino consiste numa bolsa de material fino que reveste a vagina. É colocado em qualquer momento até 8 horas antes da penetração e impede a introdução do esperma no útero, pois atua como uma barreira no colo do útero.

Ver as recomendações do NHS

.

Atenção

Os preservativos feminino e masculino previnem eficazmente infeções sexualmente transmissíveis (IST).

ImplanteImplante

Implante

O implante contracetivo consiste numa haste fina flexível que é introduzida por um médico sob a pele na parte superior e interior do antebraço, sob anestesia local.

Como funciona?

O implante contracetivo liberta uma hormona, a progesterona.. A libertação contínua de progestagénio previne a ovulação e torna o muco cervical (colo do útero) mais espesso, dificultando a mobilidade do esperma para o útero e que os espermatozoides alcancem um óvulo não fertilizado.
Tem uma duração de 5 anos (de acordo com as recomendações da OMS)

Atenção

O implante não previne infeções sexualmente transmissíveis. Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.
Long-acting reversible contraception – the effective and appropriate use of long-acting reversible contraception. Centro de colaboração nacional para a saúde das mulheres e das crianças. Solicitado pelo Instituto nacional para a saúde e a excelência clínica, outubro de 2005. Publicado por RCOG Press. ISBN 1-904752-18-7
Trussell J. Contraceptive failure in the United States. Contraception 83 (2011), 397-404.

Dispositivo intrauterino:sistema intrauterino (DIU:SIU)Dispositivo intrauterino:sistema intrauterino (DIU:SIU)

Dispositivo intrauterino/sistema intrauterino (DIU/SIU)

O dispositivo intrauterino é um método contracetivo eficaz de longa ação, isto é, entre 3, 5, 7 e 10 anos anos.
Este dispositivo é colocado na cavidade uterina. Existem 2 tipos de dispositivos intrauterinos:

  • DIU de cobre (eficácia 10 anos)

  • SIU com reservatório para a hormona progesterona (eficácia por 3, 5 e 7 anos, de acordo com a OMS e em função do tipo de SIU)

A ação do DIU de cobre é dupla:

  • Por um lado, a função e a viabilidade do esperma e do ovócito são modificadas pelo cobre, que previne o fecundação.
  • Por outro, resulta numa resposta inflamatória local do endométrio, dificultando a implantação do óvulo.

The hormonal IUD acts on 3 levels:

  • Altera o muco e, assim, impede a mobilidade esperma.
  • Torna o endométrio mais fino, dificultando a implantação do óvulo no útero.
  • Pode bloquear a ovulação em algumas mulheres.

Atenção

O dispositivo intrauterino/sistema intrauterino (DIU/SIU) não protege contra infeções sexualmente transmissíveis (IST). Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Ver as recomendações do NHS
Anel vaginalAnel vaginal

Anel vaginal

Trata-se de um anel flexível em plástico poroso que contém uma associação das hormonas estrogénio e progesterona.

Como funciona?

É colocado pela mulher na vagina e as hormonas são libertadas durante 3 semanas. No final da terceira semana, o anel vaginal deverá ser retirado.
Tal como a pílula atua em diferentes níveis: bloqueia a ovulação, torna a parede interna do útero (endométrio) mais fina e altera a consistência do muco cervical segregado pelo colo do útero. O muco cervical fica mais espesso e impede a mobilidade do esperma.

Atenção

O anel vaginal não protege contra infeções sexualmente transmissíveis. Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Ver as recomendações do NHS
Adesivo contracetivoAdesivo contracetivo

Adesivo contracetivo

O adesivo contracetivo ou dispositivo transdérmico é semelhante a um “selo”. Pode ser aplicado na nádega, no abdómen ou na parte exterior do braço.
Após a aplicação, tem de ser alterado a cada semana para uma duração de 3 semanas.

Como funciona?

È colocado pela mulher.
Tal como a pílula e o anel vaginal atua em diferentes níveis: bloqueia a ovulação, torna a parede interna do útero (endométrio) mais fina e altera a consistência do muco cervical segregado pelo colo do útero. O muco cervical fica mais espesso e impede a mobilidade do esperma

Atenção

O adesivo contracetivo não protege contra infeções sexualmente transmissíveis. Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Ver as recomendações do NHS
Contraceção injetável com progesterona apenasContraceção injetável com progesterona apenas

Contraceção injetável com progesterona apenas

Este método contracetivo consiste numa injeção intramuscular de progestagénio sintético a cada 3 meses.

Como funciona?

A progesterona previne a ovulação, altera o muco dificultando a mobilidade do esperma e altera o endométrio.

Atenção

A contraceção injetável com progesterona apenas não protege contra infeções sexualmente transmissíveis. Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Consultar o folheto informativo do produto
EsterilizaçãoEsterilização

Esterilização como método contracetivo

A esterilização como método contracetivo deve ser considerada definitiva e permanente.

Como funciona?

Para os homens, trata-se de uma vasectomia e, para as mulheres, trata-se dalaqueação bilateral de trompas.

Atenção

Estas intervenções cirúrgicas são realizadas apenas em estabelecimentos de saúde privados ou públicos.

Ver as recomendações do NHS – para Homens
Ver as recomendações do NHS – para Mulheres
EspermicidasEspermicidas

Espermicidas

Como funciona?

Os espermicidas são substâncias que neutralizam ou destroem os espermatozoides.

Estão disponíveis na forma de espuma, creme, gel ou cone e são introduzidos na vagina. Deverão ser utilizados em associação com preservativos (masculino ou feminino), diafragma ou capa cervical.

Atenção

Os espermicidas não protegem contra infeções sexualmente transmissíveis.
Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Saber mais
Métodos naturaisMétodos naturais

Métodos naturais

Como funciona?

Estes métodos consistem em identificar o período de ovulação para evitar uma relação sexual fértil durante o mesmo.

Atenção

Os métodos naturais são poucos fiáveis e claros, uma vez que o período de ovulação pode ocorrer antes ou após a data inicialmente prevista, de acordo com o modo de vida, a mulher ou o casal…

Saber mais
Diafragma e capa cervicalDiafragma e capa cervical

Diafragma e capa cervical

Como funciona?

O diafragma e a capa cervical consistem em dispositivos adaptados que são colocados na vagina e cobrem o colo do útero para impedir circulação entrada do esperma.

Estes dispositivos devem ser introduzidos antes da relação sexual e retirados após várias horas. Recomenda-se frequentemente uma utilização combinada com um espermicida.

Atenção

O diafragma e a capa cervical não protege contra infeções sexualmente transmissíveis. Apenas os preservativos (masculino e feminino) previnem tais infeções.

Ver as recomendações do NHS
EmergenciaEmergencia

Contraceção de emergência

É utilizada no caso de uma relação sexual não protegida ou protegida de modo inadequado (ausência ou ineficácia do método contracetivo…).

Como funciona?

A contraceção oral de emergência também é denominada “pílula do dia seguinte” e deve ser tomada logo que possível após uma relação sexual não protegida.

Atenção

A contraceção oral de emergência é um método que apenas deverá ser utilizado ocasionalmente. Não deve substituir um método contracetivo regular.

O DIU de cobre pode ser colocado como contraceção de emergência até 5 dias após uma relação sexual não protegida.

Ver as recomendações do NHS

*National Health Service